Prefeitura de Búzios e Bombeiros lançam Projeto Botinho 2018 em Geribá

18 janeiro 2018 |



A Prefeitura de Búzios, através da Secretaria de Esporte, Eventos e Lazer de Armação dos Búzios, junto com o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ), abriu nesta segunda (17) a edição 2018 do Projeto Botinho.

A colônia de férias acontecerá entre os dias 17 e 31 de janeiro em Geribá. As aulas são gratuitas e vão beneficiar crianças e adolescentes de 7 a 17 anos.

As aulas acontecerão das 8 às 11 horas, de segunda a sexta. Os alunos serão divididos em três turmas: Golfinho (7 a 11 anos), Moby Dick (11 a 14 anos) e Tubarão (15 a 17 anos).

O projeto Botinho acontece desde 1963 com o objetivo de promover a cultura de prevenção a acidentes marítimos por meio de atividades lúdicas e orientadas. Os jovens recebem noções de preservação do meio ambiente, orientações sobre as condições do mar, sobre primeiros socorros e dicas para evitar afogamentos.


Foto: Divulgação

Sete motivos para conhecer Cabo Frio

14 janeiro 2018 |


Cidade oferece inúmeras opções de cultura e lazer



Com praias de águas cristalinas, areias brancas de tirar o fôlego e inúmeras opções de cultura e lazer, Cabo Frio é uma das cidade do interior que mais encanta os visitantes pelas belezas naturais e por oferecer desde o sossego da brisa acolhedora à vida noturna badalada. 

Cabo Frio é a 5º cidade litorânea mais procurada do mundo (à frente de destinos como Porto, em Portugal; Orlando e Miami, nos Estados Unidos; San Juan, em Porto Rico, e Copenhague, na Dinamarca), de acordo com o site de viagens Kayak, e ocupa o 10º lugar na lista dos 25 melhores destinos do Brasil em relação ao custo-benefício, segundo maior buscador de hotéis do mundo, o Trivago.

Para ajudar a entender essa relação de amor que os turistas têm com a cidade, selecionamos sete bons motivos para quem quer conhecer a cidade. Confira:

1º - Praias
A Praia do Forte, a mais badalada da cidade, foi considerada pelo prêmio “Travellers Choice” uma das 25 melhores praias do Brasil. No local fica o Forte São Mateus, que faz um verdadeiro mergulho na história do município, e também o Mirante do Arpoador. As praias das Conchas e do Peró também fazem um convite à parte. Vistas de cima, elas formam um coração. Elas já foram cenário para a novela “Avenida Brasil” e mais recentemente na trama “A Força do Querer”. As praias Brava, das Dunas, do Foguete, do Pontal, e do Siqueira também são um verdadeiro espetáculo (esta última tem o pôr do sol mais lindo da cidade). Pra quem gosta de esportes radicais, no distrito de Tamoios tem a Praia de Aquárius, considerada um ótimo point de surf e body board. Tem também a Praia Rasa, perfeita pra quem gosta de windsurf e kitesurf.

2º - Rua dos Biquínis
Cabo Frio é a Capital da Moda Praia no Rio de Janeiro. A Rua dos Biquínis é a opção para quem busca lazer e o melhor das tendências. Está localizada no bairro Gamboa e conta com cerca de 150 lojas. O espaço também oferece lojas de moda fitness, acessórios, artesanato, bares e restaurantes. A modaplus size também está presente em lojas especializadas. O local funciona todos os dias, das 8h até a meia-noite.

3º- Uma das cidades mais artísticas do Brasil
Cabo Frio guarda um grande acervo histórico e cultural, reconhecido por uma das maiores agências de viagens online do mundo, a Expedia. O site destacou o município como “uma das cidades mais artísticas do Brasil”, sendo referência nacional em arte e cultura. A cidade tem inúmeros espaços culturais como o Charitas, Museu do Surf, Solar dos Massa, Espaço Torres do Cabo e Forte São Mateus, que abriga exposições permanentes, além da tricentenária Matriz de Nossa Senhora da Assunção, da Igrejinha de São Benedito e do Convento Nossa Senhora dos Anjos (Museu de Arte Religiosa e Tradicional), que abrigam arquitetura do período colonial, arte sacra e decoração em ouro.

4º - Gastronomia
A gastronomia de Cabo Frio é um convite para aqueles que apreciam comer bem. A orla da Praia do Forte reúne diversos restaurantes com culinária diversificada, que vai de massas, frutos do mar e sobremesas variadas. O Boulevard Canal é outra parada obrigatória para quem quer fazer uma boa refeição. A diversidade dos pratos e a bela paisagem do Canal do Itajuru atraem os turistas da cidade. Já o Polo Gastronômico da Passagem reúne, além da boa culinária, a arquitetura histórica e as belezas do bairro mais peculiar da cidade. Mais recentemente Cabo Frio ganhou um novo point para quem gosta de gastronomia: a Rua Porto Alegre, no bairro Palmeiras.

5º - Vida noturna
Ainda no Boulevard Canal, os bares, boates e casas noturnas garantem a diversão daqueles que gostam da badalação. As casas de shows agitam os frequentadores com apresentações de bandas locais e de DJs. A cidade ainda conta com outros locais de entretenimento espalhados pela área central.

6º - Turismo Ecológico
O turismo ecológico é algo vale a pena explorar em Cabo Frio. A Trilha do Farol é a mais frequentada. De fácil acesso e caminhos sem muitos obstáculos, o local segue até o antigo farol da cidade. A Trilha da Praia Fofa leva a praia mais exótica, belas e menos frequentadas da cidade. Já a Trilha Caverna dos Escravos é uma relíquia da cidade. A caverna, com pouco mais de 50 metros de comprimento e três metros de altura, é cercada de lendas. A caverna fica entre a Praia das Conchas e a Ilha do Japonês. Depois da visitação no local, é possível seguir para o Mirante do Papagaio, a Praia Fofa e a Praia Brava. No distrito de Tamoios fica o Parque Natural Municipal do Mico-Leão-Dourado, ponto de conservação dos mananciais da proteção dos animais, especialmente o Mico-Leão-Dourado que hoje só existe por lá, e o Parque da Preguiça, que embora seja em área particular é um ponto turístico bastante visitado: no local existem mais de 200 espécies de animais e centenas de diferentes árvores.

7º - Mergulho e vida sub-aquática
O mar de Cabo Frio é recheado de vida e cenários extraordinários. As praias e ilhas são conhecidas por suas águas cristalinas, fazendo da cidade um destino procurado por turistas e mergulhadores do Brasil e do mundo. O fundo do mar reserva uma incrível diversidade de espécies por conta do fenômeno da Ressurgência, que é o afloramento de águas frias - e ricas em nutrientes - provenientes do extremo sul do continente. O mergulho pode ser praticado em apneia, quando a imersão é feita sem o auxílio de equipamentos para respiração, ou com ajuda de materiais específicos, como o cilindro.

Foto:  Divulgação

Macaé investe na universidade e no conhecimento

|


Modelo de interiorização de grandes universidades do país, Macaé vem se consolidando como a cidade do conhecimento. A Prefeitura de Macaé, mantenedora da Cidade Universitária, que abriga Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Faculdade Miguel Ângelo da Silva Santos (FeMASS) e Universidade Federal Fluminense (UFF), anunciou esta semana novos investimentos em educação superior: a construção de prédio destinado a UFF, na Cidade Universitária; a criação do Auxílio Moradia para alunos do Programa de Residência Médica; e a implantação de uma residência universitária destinada a moradia dos alunos da UFRJ, já atendendo 2018.1. 

O anúncio das obras do bloco D da Cidade Universitária ocorreu em reunião na Secretaria Adjunta de Ensino Superior, com as presenças do prefeito de Macaé, Dr. Aluizio; do vice-reitor da UFF, Antonio Claudio da Nóbrega; do secretário de Ensino Superior, Márcio Magini; e do secretário de Obras, Saulo Ramos. O novo prédio seguirá padrão dos já edificados no campus de Macaé, tendo, portanto, três pavimentos e 4.500 m² de área construída, com espaço para 40 ambientes, entre salas de aula, gabinetes, laboratórios, secretarias e um auditório para 200 pessoas. Atualmente a UFF utiliza parte de dois prédios da Cidade Universitária. A previsão de início da obra é para o fim do primeiro trimestre.

O prefeito destaca a importância da consolidação do município como a cidade do conhecimento, através de educação pública de qualidade para todos. "Acreditamos na universidade e no conhecimento como a nova matriz do desenvolvimento regional", pontuou.

Dentro desta perspectiva, o prefeito anunciou, ainda, a instituição do auxílio moradia para os médicos residentes. A iniciativa já é praticada em outras cidades e será no valor de R$ 1.000,00. "A nossa meta é fazer de Macaé um grande polo de formação e pós graduação de medicina do Estado do Rio de Janeiro", disse Dr. Aluizio.

Para atender universitários da UFRJ de outros estados e cidades, a Prefeitura de Macaé assumirá a manutenção de um imóvel. A sistemática de seleção dos alunos que residirão será conduzida pela universidade federal, seguindo moldes já praticados em outras praças, não havendo nenhuma gerência por parte do município sobre este aspecto.

Restaurante Popular

Em 2017 alunos de graduação, que estudam na Cidade Universitária, passaram a desfrutar do Restaurante Popular pagando R$ 1 pela refeição. A medida atende a um pedido antigo dos universitários e beneficia os alunos da Universidade Federal do Rio de Janeiro, da Faculdade Miguel Ângelo da Silva Santos (FeMASS) e da Universidade Federal Fluminense (UFF), que estudam em Macaé.


Foto: João Barreto

Lágrimas Ensinam

|


Tudo pode mudar
Em um segundo a dor aparecer
E se eu estiver de pé
Não é impossível a queda acontecer

É, mas não vou perguntar o que aconteceu
E nem vou questionar os planos do meu Deus
Porque se for assim propósito haverá
Pois o melhor pra mim é Deus quem vai mostrar

O que é pra mim, é pra mim
Se eu recebi foi Deus quem deu
E mesmo que me cause dor
Eu sei, foi Ele que escolheu

O que é pra mim, é pra mim
Ainda que eu venha a chorar
Eu sei, no fim vou entender
As lágrimas só podem ensinar

Aleluia, aleluia, Deus está aqui
Está me ensinando a caminhar

*Artista: Gisele Nascimento


*Foto: Internet

Nada Temerei

|


Se o mar se agitar e tudo escurecer
E parecer que eu não vou sobreviver
Se o meu coração sentir que é o fim
Eu vou manter os meus olhos firmes no Senhor
Circunstancias não alteram as promessas do Senhor
Tudo contribui para o meu bem
Céus e terra vão passar
Mas o meu Deus não falhará
Seu amor brilhará
E sempre cuidara de mim

Nada temerei
Eu sei que não estou sozinho
O todo poderoso é o meu amigo
Sua voz acalma o mar
Faz milagre acontecer
Posso crer e descansar em Deus

*Artista: Igreja Batista Atitude Central da Barra


*Foto: Internet

Daniel Carletti fala sobre o ramo da Terapia Tântrica

10 janeiro 2018 |


Muitas vezes, questões pessoais que geram incômodos direcionam novos rumos profissionais na vida de alguém. Isso é fato. E comprovado pelo Terapeuta Tântrico Daniel Carletti, 39 anos, de São Paulo. Ao ser questionado sobre o que o levou a seguir o ramo da massoterapia, especificamente, teve a seguinte justificativa: “Problemas relacionados a timidez, baixa estima e crenças limitantes”.

Profissional muito cotado na Grande São Paulo, Carletti se especializou em Terapia Tântrica. Meditaçoes ativas, Renascimento e Técnicas de Respiração.

Confira, abaixo, a entrevista exclusiva que concedeu ao CULTURA VIVA hoje:

CULTURA VIVA: Por que resolveu tender para essas áreas?
D.C.: Assim como fui curado de um trauma de infância e recebi um aumento em relação a minha auto estima, resolvi abandonar minha antiga profissão (informática) e focar na terapia Tantrica.

C.V.: Você também se preparou para atender a casais. O que é mito e o que é verdade nesse tipo de atendimento?
D.C.: Fiz diversos cursos na área para atendimentos para casais.
Mitos são diversos e posso citar os que são mais comuns. Se rola sexo na terapia, se participo de algum fetiche do casal ou se ensino o casal a ter relação sexual.
Verdades são: O casal aprende a sentir a energia vital (sexual), aprende a não focar em nenhum objetivo ou buscar uma ejaculação em uma relação. Aprendem a se olharem, se cheirarem e até mesmo a se tocarem de maneira amorosa e delicada.

C.V.: Qual o seu papel entre os dois durante a sessão?
D.C.: Eu diria que ensinar a eles desaprenderem o que aprendem como sexo ou como prazeroso porque o tantra nos ensina que o menos é mais sempre. Não precisamos seguir um padrão sexual que muitas vezes nos é ensinado através de filmes pornográficos ou com garotas de programa. O coito ao meu ver é a maneira mais errônea que existe para se atingir o orgasmo. Conseguimos apenas uma simples ejaculação afim de procriar, mas orgasmos mesmo é praticamente impossível em uma relação “comum”.


C.V.: Apesar de atender a casais, você só atende a mulheres, individualmente. Foi uma opção?
D.C.: Foi uma opção e uma necessidade porque, infelizmente, quando se trata de trabalhar com sexualidade, as pessoas tendem a confundir muito sexualidade com sexo, sendo assim no início quando queria e achava que poderia atender a “pessoas” para minha surpresa todos os homens que me procuravam só queriam sacanagem e achavam que meu trabalho era como um garoto de programa. Sendo assim, por opção, eu dei preferência em atender somente mulheres. Os homens são muito seguros de si e até um pouco cegos em relação à própria sexualidade. Ainda existe muito um equívoco masculino de que ejaculação é orgasmo e quando se trabalha com a energia sexual do homem o mesmo entra em desespero para atingir uma ejaculação e em muitos casos (eu diria mais de 90%) os homens não conseguem experienciar os orgasmos múltiplos.
Aí vemos muitas pesquisas mencionando que cerca de 75% das mulheres não conseguem atingir o orgasmo. Já pensou se alguém fizer essa pesquisa com homens? E se todos os homens começassem a entender que ejaculação não é orgasmo já seria maravilhoso ao meu ver.

C.V.: Frente aos tempos de crises em diversas esferas da vida, onde a massagem se encaixa?
D.C.: Eu não diria a massagem porque meu ramo não é exatamente massagem e, sim, terapia. Mas, nos tempos em que estamos vivendo, a terapia tântrica pode auxiliar as pessoas em diversos fatores de nossa vida. Estamos vivendo em tempos em que as pessoas estão procurando o verdadeiro sentido da vida, estão se perguntando se “realmente é só isso?” Muitos de nós nascemos com duas palavras que nos perseguem pela vida que é o Não e o não pode. Somos reféns de uma sociedade que ensina ao Homens que é feio chorar, mas isso todos já falamos e não mudamos nada. Dizem o pior ainda, que homem que sente prazer na região anal é gay, é doente. Ensinam que no sexo a mulher tem que ser submissa e ficar por baixo na maioria das vezes. E o Tantra esta ai para mudar isso, mostrar que as mulheres tem que ter voz ativa sim e somente quando os homens respeitarem de verdade e escutarem suas mulheres o mundo vai mudar.
Já nos foi provado e é certo que quando o homem quer algo ele só sabe tomar a forca, sua opinião é respeitada apenas com guerras e destruições. Quando a mulher coloca a energia dela as coisas florescem, melhor ainda, quando a  mulher traz o homem para a energia dela, as coisas acontecem muito mais bonitas e com paz. A tão sonhada paz está na energia feminina e o tantra nos ensina que temos que deixar nossa energia feminina também em evidencia e  isso não vai diminuir nossa tão falada masculinidade e nem nos deixar em posição menor em relação as mulheres.

C.V.: Para quem trabalha com massagem é melhor se especializar em um campo específico ou ser mais abrangente traz garantias, em sua opinião?
Para quem trabalha em qualquer ramo na vida eu aconselho que fique apenas na sua especialidade. Quando você está entregue e focado naquilo que está propondo, as chances de ter sucesso serão muito maiores. Tenho alunas que se orgulham em mostrar 70, 80 e outra tem, acredite, 102 certificados de cursos. E ela não consegue manter seu trabalho em nada.

C.V.: Que futuro você provê para a massoterapia e sua diversidade de técnicas?
Acredito que a Terapia tântrica ainda vai demorar um pouco para ser aceita, tanto na sociedade em geral quanto para o reconhecimento em relação a medicina. Mesmo porque a acupuntura que é uma técnica tão antiga só foi reconhecida recentemente e quem é terapeuta mesmo não pode exercer se não me engano apenas médicos estão autorizados a aplicar. Então se for falar em relação ao que eu espero, eu espero que continue como está.
O tantra ainda é algo em desenvolvimento é algo que aqui chamamos de Neotantra por agregar diversas outras técnicas em uma só. Acredito que tudo acontece na hora certa e como terapeuta não tenho tanta pressa assim.


C.V.: Quais seus contatos para quem se interessar em receber sua massagem?
Tenho dois espaços em São Paulo: na região de Vila Mariana, que os sites são
www.tantralotus.com.br ou o www.samadhitantra.com.br Meu instagram é @daniel_tantralotus ou facebook e twitter Daniel carletti.

Para quem preferir e quiser tirar qualquer duvida meu whatsapp é (11)98484 – 0018. 

Fotos: Arquivo pessoal de Daniel Carletti

Fe Machado comenta sobre o novo trabalho da Banda Magnólia

09 janeiro 2018 |


Conversamos com o Fe Machado , sobre o novo trabalho da Banda Magnólia. Vocalista, ele nos contou um pouco sobre essa nova fase e como analisa o cenário musical atualmente.

A Magnólia é formada por Fe Machado (voz), Beto (guitarra), Rick (guitarra e baixo) e JC (bateria), vinda de Florianópolis, a banda vem mostrar ao Brasil, o seu rock alternativo cheio de nuances e composições com letras que nos leva a refletir sobre nossa vida.


Em pouco tempo de estrada a banda já coleciona diversas conquistas, como indicações aos Prêmios da Música Catarinense, na categoria “Melhor Clipe” com “Cizânia” e recentemente indicados ao “Prêmio Jovem Brasileiro” na categoria melhor banda.


Confira a seguir a entrevista com Fe Machado, vocalista da Banda Magnólia: 


CULTURA VIVA: Em primeiro lugar, parabéns pelo álbum. "Magnólia" é o melhor trabalho de vocês, em minha opinião. A qualidade alcançada nesse disco é fruto desse tempo maior de preparo?

FE MACHADO: Creio que sim. Nós nos preparamos bastante e trabalhamos arduamente para termos a melhor transição entre a ideia inicial e o resultado final. Essa transição da ideia, do conceito, do rascunho para a música finalizada (que as pessoas escutam) é extremamente difícil de ser feita. Acredito que tivemos bastante êxito nisso, ou seja, conseguimos manter todas as emoções e visceralidades intactas nas músicas que estão no álbum.

C.V.: Como foi o processo de composição desse álbum?

F.M.: Diferente do primeiro álbum, no qual eu e o Rick (guitarrista) compusemos todas as músicas, esse trabalho foi um `tour de force´ em conjunto. Cada integrante trouxe algo e conseguimos fazer com que todos trabalhassem bastante. Temos músicas de todos os integrantes presentes no álbum Magnólia.

C.V.: Que influências vocês tiveram para compor esse disco?

F.M.: Vixe. Difícil citar todas, pois realmente são muitas. Eu diria que essas eram as bandas que mais estávamos escutando quando fizemos o álbum: Bring me the Horizon, AlexisonFire, Now Now, THe Neighbourhood, Sticky Fingers, Incubus, Scalene, Thrice e por aí vai.

C.V.: Gostaria que vocês comentassem como foi essa parceria com a Elektra na música "Entropia".

F.M.: Foi sensacional. A Elektra é uma menina extremamente talentosa e queridíssima. Fácil de trabalhar e de conviver. Só sucesso.

C.V.: Destaco outra música em específico para ouvir um pouco da banda: até que ponto "Isso não é sobre suicídio" é um desabafo? A composição estava engasgada?

F.M.: De certa forma, todas as nossas composições são um desabafo, uma expressão que está dentro de ti e é colocada para fora. Mas concordo que ela soa bastante forte e verdadeira. É a minha música favorita do álbum.

C.V.:Como é misturar rock com elementos eletrônicos?

F.M.: Pra gente sempre foi algo cotidiano, pois sempre tivemos influências de bandas que mesclava rock com outros elementos. No meu ponto de vista, vai ser cada dia mais raro termos bandas que não usem elementos eletrônicos em suas músicas. A expressão eletrônica veio para ficar e é tão válida quanto ``instrumentos acústicos´´. Isso é o que eu enxergo.

C.V.: Como a Banda Magnólia, enxerga o cenário musical atual, tendo em vista que a dominação do sertanejo e do pop, tem tomado as rádios brasileiras?

F.M.: Difícil, mas não impossível. O nosso trunfo sempre vai ser entregar uma arte feita com extrema paixão e intensidade, o que não é o caso do sertanejo, funk e outros gêneros de massa. A música é feita de ciclos,então não há porque ficar muito preocupado com a situação atual. Nós continuaremos fazendo música com criatividade, intensidade e tesão, não importa o que aconteça ou qual seja o hit do verão.

C.V.: Para fechar, gostaria de saber o que é planejado para a sequência e o que os fãs podem esperar para os próximos meses?

F.M.: Shows, shows e mais shows. Queremos tocar bastante e espalhar a palavra para o maior número de pessoas possíveis. Já iniciamos também as composições do terceiro álbum. A gente não vai desacelerar.

Foto: Zanelli Caldas



‘Marcia Peltier Entrevista’ João Carlos Martins na Rádio JB FM, em reprise

07 janeiro 2018 |


O Programa Marcia Peltier Entrevista na rádio JB FM  traz , na semana  de  oito a 14 de janeiro , a reprise da   conversa com um dos maiores músicos brasileiros: o maestro e pianista João Carlos Martins.

Ele começou a estudar o instrumento aos 8 anos e aos 20 se apresentou no Carnegie  Hall em Nova Iorque.


É  considerado o maior intérprete brasileiro de Bach,tendo gravado toda a obra do compositor alemão para  piano.

Um acidente,uma tentativa de assalto e uma doença quase o forçaram a abandonar a música. E toda essa história real,que parece ficção,foi contada no filme ‘’João,o Maestro’’,com direção de Mauro Lima.

Durante a conversa com Marcia Peltier, João Carlos  fala sobre a reação em ver sua história de vida no cinema,a atuação dos atores que o interpretam,os desafios que enfrentou na vida,fala do seu ‘’destino’’ com a música,explica o projeto ‘’Orquestrando SP’’ ,afirma que a música clássica ainda tem espaço com as novas gerações e relembra o dia em que explicou a Pelé porque Bach é melhor que Beethoven.

 Você não pode perder  a reprise de João Carlos Martins  no Marcia Peltier Entrevista na
rádio JB FM  (99.9),em duas edições :de segunda à sexta,pela manhã  às 7h50 e  à noite,às 18h15,dentro do Painel JB.E aos sábados e domingos às 10h e18h.

E  você vai pode ouvir a entrevista também no site da JB FM(www.jb.fm).

Fotos: Divulgação

Promessa

|


Parece mesmo que este dia nunca vai chegar
Parece mesmo que Suas promessas, eu não vou viver
Possuir a terra, onde há honra, leite e mel
Com meus filhos ao redor
Ver Suas bênçãos sobre os meus

Aquele que começou a boa obra em minha vida
É fiel, Ele é fiel!
Não descansará, não desistirá
Enquanto não houver terminado

Não vivo do que vejo, mas vivo do que creio
Sim, Ele é fiel, sim, Jesus é fiel
Eu não morrerei, antes viverei
Todo bem do Senhor, aqui na terra e no céu

Olhando para Ele, eu entro em Seu altar
Sentindo Seu Espírito, queimando o coração
Pai das luzes que não muda
Continua a me dizer
Que esta terra é minha e que nela eu vou viver

*Artista: Renascer Praise

*Foto: Internet

Procon: atuação ampliada para atender ainda melhor o consumidor

|


A Procuradoria Adjunta de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon - Macaé) é o órgão municipal de defesa dos direitos do consumidor e assessora a Administração Pública Municipal na formulação da Política do Sistema Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor, além de planejar, elaborar, coordenar e executar a política municipal de proteção e defesa do consumidor. Em 2017, foram realizados 8.633 atendimentos ao consumidor. Como destaque das ações, o Procon-Macaé assinou em 2017, o Termo de Cooperação com a Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (Senacon), visando ampliar a proteção ao consumidor. A medida facilitou o acesso da população aos serviços de proteção e defesa do consumidor, via internet.

Procon e ANP realizam operação pioneira em postos de combustíveis

Em 2017, pela primeira vez no estado, a Procuradoria Adjunta de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Macaé) e Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) atuaram em parceria para fiscalização dos postos de combustíveis do município. Foi verificada a qualidade da gasolina e do etanol, além de analisada a quantidade que sai da bomba, solicitada pelo consumidor.

A fiscalização foi realizada por fiscais do Procon e especialistas em regulação, petróleo, gás e biocombustíveis da ANP. O teste analisou o teor do etanol na gasolina, sendo permitido 27% com variação de 2% para mais ou menos. Já o etanol deve conter entre 92.05% e 95.04% de álcool. Também foram verificados nos postos de combustíveis itens obrigatórios como Código de Defesa do Consumidor, cartaz do Procon e livro de reclamações.

Procon Macaé fiscaliza supermercados

O Procon Macaé realizou diversas operações de fiscalização em supermercados, verificando a validade dos produtos e os que estavam em desacordo com a legislação.Também foram vistoriadas câmaras frigoríficas de todos os estabelecimentos visitados, documentação (alvará de funcionamento, Certificado do Corpo de Bombeiros), a existência de exemplar do Código de Defesa do Consumidor (CDC), cartaz do Procon, livro de reclamação (Lei Estadual nº 6.613/2013), bem como a existência de caixas preferenciais para idosos, gestantes, pessoas com deficiência, número de operadores de caixa, emissão de nota fiscal para o consumidor e funcionamento adequado dos leitores de código de barras.

Procon Macaé amplia proteção ao consumidor

Para ampliar a proteção ao consumidor, a Procuradoria Adjunta de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Macaé) assinou Termo de Cooperação com a Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (Senacon). A medida facilitou o acesso da população aos serviços de proteção e defesa do consumidor, via internet.

O convênio marca a adesão do Procon Macaé ao sistema alternativo de solução de conflitos, criado pelo governo federal, o www.consumidor.gov.br. Com a assinatura do convênio, o Procon Macaé terá acesso as solicitações realizadas pelos consumidores macaenses. A plataforma já conta com 379 empresas participantes.

A ferramenta busca a resolução dos conflitos pela via extrajudicial. O serviço não substitui o SAC das empresas. A intenção é ampliar o acesso dos consumidores a busca de soluções de conflitos de consumo não resolvidos pelos canais de atendimento das empresas. O atendimento no consumidor.gov.br não substitui a assistência realizada pelo Procon Macaé. A plataforma consumidor.gov.br está disponível no site do Procon Macaé, no link www.macae.rj.gov.br/defesaconsumidor.

Procon realiza 8.633 atendimentos

A Procuradoria Adjunta de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Macaé) realizou 8.533 atendimentos, sendo 1.132 audiências de conciliação, em 2017. Ao traçar o perfil dos consumidores, a faixa etária de 31 a 40 anos, registra-se: 22,37%. Em seguida está 41 a 50 anos, com 20,19%; 51 a 60 anos, com 20,15%; 61 a 70 anos, 14,55%; 21 a 30 anos, 13,51%; acima de 70 anos, 7,82%; até 20 anos, 1.42%.

A maioria das reclamações é realizada pelo público feminino, com 54,77%. Os outros 45,23% ficou com o público masculino. Já quando as ocorrências são por assunto, 38,17% são serviços essenciais. Os serviços financeiros representam 24,85% e os produtos 20,06%.

O ranking das empresas que mais receberam reclamações é: Telefônica Brasil -Vivo (998); Telemar Norte Leste S/A - Oi (718); Claro S/A (600); Enel Brasil S/A - antiga Ampla (510); Bradescard (263); Embratel TV SAT - NET (259); Via Varejo S/A - Ponto Frio/Casas Bahia (251); C. Nova Comércio Eletrônico S/A (228); SKY Serviços de Banda Larga S/A (208). 

Foto: Rui Porto Filho

Cabo Frio já tem quatro transatlânticos confirmados para a próxima temporada

|


                           Escalas 2018/2019 começam dia 13 de dezembro


A temporada de cruzeiros está apenas começando e Cabo Frio já tem confirmadas quatro escalas para 2018/2019, incluindo duas internacionais. O Marina, da Oceania Cruises, deve passar pela cidade em 13 de dezembro, durante cruzeiro de longo curso. Em 19 de abril, o Sirena, também da Oceania, faz sua primeira escala na Praia do Forte. A notícia chega no dia em que a cidade recebe o “Preziosa”, de bandeira Italiana, maior e mais luxuoso transatlântico em operação no Brasil, com capacidade para 4.363 passageiros e 1.370 tripulantes. O navio, que veio de Salvador (Bahia), chegou na Praia do Forte às 8h e deixou a cidade às 16h em direção à cidade paulista de Santos.

O “Preziosa” faz a terceira escala em Cabo Frio, de um total de 12, previstas para a temporada 2017/2018, que se estende até 31 de março. O primeiro navio a chegar na cidade foi o MS Música, de bandeira italiana, com capacidade para 3.013 passageiros e 987 tripulantes. Já o MSC Poesia, de bandeira panamenha, chegou a Cabo Frio no primeiro dia deste ano. O navio trouxe a bordo 3.223 passageiros e 1.039 tripulantes, entre eles, muitos argentinos, que partiram do porto de Buenos Aires.

Pesquisa da Fundação Getúlio Vargas revela que o impacto econômico médio no Brasil gerado por cada cruzeirista nas cidades de escala é de R$ 559,80. Desse total, o maior gasto, segundo apurou a pesquisa, é com compras e presentes no comércio varejista, seguido de alimentos e bebidas, transporte e passeios turísticos.

O setor gerou, ano passado, mais de 25 mil empregos no Brasil que vão desde postos de tripulação nos navios a empregos diversos de forma direta, indireta e induzida, motivados pelos gastos dos turistas nas cidades onde os navios fazem escala.   

A pesquisa da CLIA e da Fundação Getúlio Vargas revela também o perfil dos turistas de cruzeiros no Brasil: 90,9% no Brasil. A maioria é do estado de São Paulo (54,9%), seguida de Rio de Janeiro (16%) e Minas Gerais (6,3%). Entre os estrangeiros (9,1%) os argentinos são maioria (55%). O perfil mostra ainda que a maioria dos cruzeiristas têm ensino superior completo, trabalha em empresa particular ou pública, e tem faixa salarial familiar entre R$ 5 e R$ 10 mil.

A maioria dos entrevistados (64,9%) revelou ainda que tem disponibilidade de realizar cruzeiro na baixa temporada.

“O turismo de cruzeiro não é importante apenas pelo impacto econômico, mas principalmente, como oportunidade de venda do destino. A cada temporada milhares de passageiros e tripulantes desembarcam nas cidades onde os navios fazem escalas para visitar, conhecer, fazer compras. Essas visitas costumam ser rápidas, porém determinantes para o retorno dos turistas. Por isso estamos qualificando nossos serviços, e principalmente o atendimento”, afirmou a secretária de Turismo, Fabíola Bleicker.
Números no Mundo 


O crescimento da indústria de cruzeiros é uma tendência mundial. Segundo a CLIA, este ano a previsão é de transportar 25,8 milhões de passageiros no mundo. Em 2018, 16 novos navios entraram em serviço e, em 2019, o número será recorde, com 23 novos navios entrando em operação.

No ano passado o setor ultrapassou a projeção de passageiros, alcançando 24,7 milhões de viajantes, quando estavam previstos 24,2 milhões no mundo. Entre os destinos mais vendidos estão: Caribe (35%), Mediterrâneo (18.3 %), Europa (11.1 %), Ásia (9.2 %), Austrália, Nova Zelândia e Pacífico (6.1 %), Alasca (4.2 %) e América do Sul (2.5 %).


Foto: Divulgação

‘Marcia Peltier Entrevista’ Fernando Mansur na Rádio JB FM, em reprise

01 janeiro 2018 |


O Programa Marcia Peltier Entrevista na rádio JB FM  traz  na primeira semana do ano,entre primeiro e sete de janeiro a reprise da  conversa com  o radialista,escritor e professor Fernando Mansur.

Ele é dono de uma das vozes mais marcantes do rádio brasileiro,onde atua há 50 anos.

Também foi durante mais de 20 anos professor da Escola de Comunicação da UFRJ.

E lançou ano passado  o livro “A Caixa Mágica:Histórias de Vida Pelas Ondas do Rádio’’.


 Durante a conversa com Marcia Peltier, ele conta como surgiu a ideia de escrever o livro;fala como foi a primeira transmissão de rádio no país,comenta sobre os sucessos históricos de emissoras como a Rádio Mayrink Veiga e a Rádio Nacional,explica  porque o FM se desenvolveu tanto no país durante o Regime Militar e fala da experiência  como locutor da Rádio Cidade FM,do Rio de Janeiro, que revolucionou a linguagem do rádio nos anos 70.

 Você não pode perder a reprise de  Fernando Mansur   no Marcia Peltier Entrevista na Rádio JB FM  (99.9),em duas edições :de segunda à sexta,pela manhã  às 7h50 e  à noite,às 18h15,dentro do Painel JB.E aos sábados e domingos às 10h e 18h.

E você pode também ouvir a entrevista
completa no site da JB FM(www.jb.fm )


Fotos: Divulgação

Réveillon de Cabo Frio reúne mais de 500 mil pessoas em show de luzes e cores

|


Parceria público-privada garantiu o espetáculo de fogos e apresentações musicais

As areias da Praia do Forte e o Espaço de Eventos de Tamoios serviram de palco para um show de luzes, cores e emoção na chegada de 2018 em Cabo Frio (RJ). Mais de 500 mil pessoas participaram da maior festa de Réveillon do interior do Rio, tanto na terra quanto no mar. Somente em Tamoios foram cerca de 30 mil pessoas prestigiando os shows musicais e a queima de fogos. 

Na Praia do Forte, quatro balsas com três toneladas de fogos, garantiram o show pirotécnico que teve duração de 15 minutos e levou o público ao delírio. Antes e depois da queima de fogos, o palco montado próximo à Praça dos Quiosques recebeu cantores locais que garantiram a alegria de moradores, visitantes e turistas. Toda a festa foi promovida através de parceria público x privada. 
No palco a música ficou por conta do pagode do Grupo Nova Raiz, que começou a agitar o público pouco depois das 22h. Já o cantor Léo Parazi embalou a festa com muito sertanejo universitário após a queima-de-fogos. Nesta segunda-feira (1) a festa continua no palco da Praia do Forte, a partir das 20h, com shows gospel.


Moradora de Niterói, Raíssa Cury passou a virada de ano em Cabo Frio pela primeira vez, e contou que voltaria à cidade mais vezes. “A queima de fogos foi maravilhosa. Estava tudo lindo e agradável. Apesar do grande número de pessoas não vi confusão. Tudo estava muito bem ordenado. Voltaria muitas outras vezes”, disse. 

Pedro Pompeo, também de Niterói, disse que já passou o Réveillon outras vezes na cidade, mas afirmou que desta vez foi especial. “As pessoas estavam muito felizes, e vi uma queima de fogos que já não via aqui há muito tempo. Meus filhos amaram. Foi tudo muito tranquilo”, disse.

Além do público na Praia do Forte, os três mil tripulantes do navio MSC Música também acompanharam o show de fogos cabo-friense. O navio ancorou na Praia do Forte neste domingo (31) com turistas argentinos, alemães e americanos, além de brasileiros. 
Em Tamoios cerca de 30 mil pessoas marcaram presença no Espaço de Eventos para dar as boas vindas a 2018. O DJ Yago Gomes abriu a festa e não deixou ninguém parado. Antes da virada ainda teve o grupo Sambalouco e após a queima de fogos foi a vez do grupo de pagode Sociedade do Samba cantar grandes clássicos, principalmente dos anos de 1990 e 2000. 

O show pirotécnico durou cerca de 10 minutos e coloriu o céu do segundo distrito, que estava parcialmente nublado, mas não atrapalhou a festa, promovida pela iniciativa privada com apoio da Prefeitura. Os shows começaram no último dia 29 e seguem nesta segunda-feira (1) com os grupos Korda Solta, Pique Novo e a cantora Bia Socek. 

Segundo a Polícia Militar, a festa em comemoração à chegada de 2018 foi tranquila, em Cabo Frio, sem registro de ocorrências graves. A segurança contou com a Central de Operações na Praça da Cidadania, onde funcionou um posto da PM, dos bombeiros, da Ordem Pública, da Fiscalização de Posturas, do Conselho Tutelar e um posto médico. Três UTIs móveis fizeram o reforço na área de saúde na Praça da Cidadania e uma na Avenida do Contorno, próximo à Duna Preta.

Foto1: Bruno Ramos
Foto2: Marcos Homem